5 sinais de envelhecimento da pele e como evitá-los

01/06/2022 sinais-de-envelhecimento-da-pele

Os sinais de envelhecimento da pele são marcas aparentes que surgem devido a alterações naturais no organismo conforme o tempo passa. Além disso, também aparecem por conta de fatores externos que causam danos. Alguns exemplos destes fenômenos são as rugas e as manchas.

Geralmente, estes sinais possuem uma aparência que não agrada a maioria das pessoas. Então, além de poderem ser prejudiciais à saúde, também promovem uma diminuição da autoestima.

Por conta disso, a seguir você conhecerá quais são os fatores que causam os sinais de envelhecimento da pele:

  • Rugas
  • Pele seca
  • Manchas
  • Flacidez
  • Pele frágil

Fatores que causam os sinais de envelhecimento da pele

O envelhecimento é algo que ocorre naturalmente com o organismo e afeta todos os órgãos do corpo. Com o passar do tempo, diversas funções essenciais sofrem alterações que diminuem a sua eficiência.

À vista disso, a pele não fica de fora deste processo. Na verdade, a pele apresenta sinais de envelhecimento muito evidentes por ser o maior órgão do corpo, o mais visível e o que está mais exposto.

Sendo assim, é possível classificar em dois tipos os fatores que causam os sinais de envelhecimento da pele:

  • envelhecimento intrínseco;
  • envelhecimento extrínseco.

Envelhecimento Intrínseco

O envelhecimento intrínseco se refere diretamente ao desgaste natural das funções internas do corpo causado pela passagem do tempo.

Portanto, fatores como declínio da produção de certos hormônios e declínio da renovação celular estão inclusos neste grupo.

Como dissemos, esses fatores são totalmente naturais e afetarão a todos com o passar do tempo. E eles podem provocar o aparecimento de alguns sinais, como rugas, flacidez, fragilidade da pele e ressecamento.

Contudo, esse processo de deterioração costuma ser lento e sofre grande influência da genética. A questão é que, além de causar danos, o envelhecimento extrínseco pode aumentar consideravelmente a velocidade deste declínio do organismo.

Envelhecimento extrínseco

Este segundo grupo se refere aos fatores externos que podem trazer prejuízos ao organismo, beneficiando o envelhecimento. O principal fator deste tipo são as radiações ultravioleta (UV) emitidas pelo sol, mas também há outros:

  • má alimentação;
  • consumo de álcool e tabaco;
  • sedentarismo;
  • exposição a muita poluição.

As radiações ultravioletas de longe são as piores, porque estimulam a produção de espécies reativas de oxigênio no organismo, que são moléculas instáveis motivadoras de danos às células.

Por conta disso, além de causar queimaduras, que são uma resposta inflamatória do corpo às radiações, elas também promovem o fotoenvelhecimento, que acelera o processo de envelhecimento.

Sendo assim, sinais como rugas, manchas e flacidez aparecem mais cedo e de uma forma mais agressiva.

5 sinais de envelhecimento da pele e como evitá-los

Agora que você já entendeu quais são os fatores que causam o envelhecimento da pele, conheça os cinco sinais mais comuns abaixo e aprenda a como evitar cada um.

1. Rugas

As rugas são um dos sinais de envelhecimento da pele mais conhecidos e temidos. Elas são linhas de expressão que formam depressões no tecido.

O seu surgimento pode começar a partir da faixa dos trinta anos, pois costuma ser o período no qual o corpo sofre um declínio na produção de colágeno e de elastina.

Estas substâncias são as proteínas responsáveis por manter a resistência e a elasticidade da pele.

Entretanto, como dito, há diversos fatores externos que podem acelerar o aparecimento dos sinais de envelhecimento da pele.

Mais uma vez destacamos a ação das radiações UV. Além de estimular a produção de moléculas instáveis que causam danos celulares, elas também podem quebrar as fibras de colágeno e elastina da pele.

Por isso, a utilização de protetor solar pode ser considerada uma das melhores formas de prevenir vários sinais de envelhecimento da pele.

Então, se você precisa de um protetor eficaz e seguro, nós indicamos a linha Episol, da Mantecorp Skincare. Ela conta com diversos produtos desenvolvidos para necessidades distintas. Encontre o melhor para você!

Além disso, há mais dermocosméticos que podem ajudar a prevenir e a tratar as rugas e outras linhas de expressão. Eles são formulados com altas concentrações de nutrientes que possuem propriedades anti-idade.

Caso você queira conhecer um produto deste tipo, a Mantecorp Skincare possui o Reviline Sérum. Ele é formulado com ultraesferas de retinol e ácido hialurônico, ativos que estimulam a produção de colágeno e elastina.

2. Pele seca

Segundo uma revisão de estudos publicada na revista científica Clinics in Dermatology, o ressecamento é um sinal de envelhecimento da pele muito comum. E ele pode ser causada por diversos fatores:

  • doenças crônicas;
  • alterações na produção de queratina (proteína importante para a formação da pele);
  • fragilidade do estrato córneo, que atua na retenção da umidade;
  • ambiente seco;
  • banhos quentes e demorados.

E a pele seca costuma apresentar os seguintes sintomas: irritação, vermelhidão, coceira, descamação e ardência.

A principal forma de evitar esta condição é por meio da aplicação diária de hidratante. Ele é capaz de promover o fortalecimento do estrato córneo. Dessa forma, possibilita que a pele retenha a sua umidade, mantendo-se hidratada.

Você pode encontrar um hidratante adequado ao seu tipo de pele e às suas necessidades na linha Epidrat, da Mantecorp Skincare. Todos os produtos são eficazes, seguros e cruelty free.

Além disso, manter um umidificador no ambiente em que você estiver e evitar banhos quentes e demorados são duas dicas que podem ajudar na prevenção e tratamento da pele seca.

3. Manchas

As manchas podem ser de dois tipos:

  1. queratoses seborréicas – que estão relacionadas ao envelhecimento intrínseco; 
  2. melanoses solares – relacionadas ao envelhecimento extrínseco ou fotoenvelhecimento. 

As alterações induzidas pela exposição crônica ao sol podem ocorrer bem antes que os sinais do envelhecimento cutâneo crônico (intrínseco).

Geralmente, não são prejudiciais à saúde, mas apresentam uma aparência que pode ser considerada desagradável por algumas pessoas.

A melhor forma de prevenção e tratamento é a utilização diária de um protetor solar com FPS adequado. E vale lembrar que é importante reaplicá-lo pelo menos a cada duas horas.

Também existe um dermocosmético chamado “clareador” que pode ajudar a tratar estes sinais. O seu objetivo é uniformizar o tom da pele, amenizando as manchas presentes.

Conheça a Blancy, nossa linha de clareadores. Eles são formulados com ingredientes potentes para o tratamento de melasmas. Confira!

4. Flacidez

Como dissemos, ocorre um declínio na produção de colágeno e de elastina conforme se envelhece. Isto resulta na diminuição da elasticidade e da resistência da pele.

Por conta disso, é muito comum que a pele comece a apresentar uma aparência e textura flácida conforme os anos passam. Mas este processo é bem demorado e, geralmente, começa a ser aparente por volta dos cinquenta ou sessenta anos.

No entanto, mais uma vez entra a questão do aceleramento do envelhecimento provocado por fatores externos. Como já dito, as radiações ultravioleta são capazes de quebrar as fibras de elastina e colágeno na pele.

Além disso, outros fatores, como poluição e consumo de tabaco, podem promover o surgimento de radicais livres, moléculas que causam danos celulares. E tudo isso pode antecipar e amplificar a flacidez.

Portanto, a proteção solar se mostra importante em mais uma ocasião. E aqui também alertamos sobre a relevância de manter hábitos saudáveis, porque é uma forma de como evitar os sinais de envelhecimento da pele.

5. Pele frágil

Ficar com a pele frágil é um sinal de envelhecimento bem frequente e que é ocasionado por fatores internos do organismo.

O envelhecimento afeta negativamente a derme (área mais superficial da pele) de diversas formas. É comum que esta camada achate e diminua de tamanho com o tempo.

Além disso, também é comum que as paredes dos vasos sanguíneos fiquem mais finas.

Diante disso, a pele se torna muito frágil, sofrendo ainda mais com fatores externos. Inclusive, ela pode desenvolver com mais facilidade inflamações e hematomas.

Para evitar que esta fragilidade seja excessiva, o ideal é manter uma rotina completa de skincare, que inclua hidratação e proteção solar, e outros hábitos saudáveis, como alimentação adequada.

A associação destes cuidados ajudará na proteção da pele diante o envelhecimento intrínseco e extrínseco, evitando que ela fique muito frágil.

Agora você já sabe quais fatores causam os sinais de envelhecimento da pele e quais são os tipos mais comuns! Aproveite e veja outros conteúdos nossos caso tenha gostado das informações compartilhadas.

Referências

Naylor EC, Watson RE, Sherratt MJ. Molecular aspects of skin ageing. Maturitas. 2011;69(3):249-256.

White-Chu EF, Reddy M. Dry skin in the elderly: complexities of a common problem. Clin Dermatol. 2011 Jan-Feb;29(1):37-42.

Puizina-Ivić N. Skin aging. Acta Dermatovenerol Alp Pannonica Adriat. 2008;17(2):47-54.

Pullar JM, Carr AC, Vissers MCM. The Roles of Vitamin C in Skin Health. Nutrients. 2017;9(8):866. Published 2017 Aug 12.

Sociedade Brasileira de Dermatologia. Envelhecimento. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/envelhecimento/4/>. Acesso em: 22 fev. 2021.

National Institute on Aging. Skin Care and Aging. U.S. Department of Health & Human Services. Disponível em: <https://www.nia.nih.gov/health/skin-care-and-aging>. Acesso em: 22 fev. 2021.

National Institute on Aging. Skin Care and Aging. U.S. Department of Health & Human Services. Disponível em: <https://www.nia.nih.gov/health/skin-care-and-aging>. Acesso em: 22 fev. 2021.

MedlinePlus. Aging changes in skin. U.S. National Library of Medicine. Disponível em: <https://medlineplus.gov/ency/article/004014.htm>. Acesso em: 22 fev. 2021.

MedlinePlus. Aging changes in skin. U.S. National Library of Medicine. Disponível em: <https://medlineplus.gov/ency/article/004014.htm>. Acesso em: 22 fev. 2021.

Cleveland Clinic. What You Need to Know About Aging Skin. Health Essentials, 2020. Disponível em: <https://health.clevelandclinic.org/what-you-need-to-know-about-aging-skin/>. Acesso em: 22 fev. 2021.

American Academy of Dermatology Association. 11 ways to reduce premature skin aging. Disponível em: <https://www.aad.org/public/everyday-care/skin-care-secrets/anti-aging/reduce-premature-aging-skin?NoAds>. Acesso em: 22 fev. 2021.

Sociedade Brasileira de Dermatologia – SBD. Melasma. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/melasma/13>. Acesso em: 22 abr. 2021.

Imagem com as embalagens de produtos da categoria Rejuvenescimento

posts relacionados