Quais são os efeitos da exposição ao sol? Aprenda 5 cuidados para evitar doenças

14/03/2022 exposição ao sol

Quando o verão chega e as temperaturas sobem, a vontade de curtir uma praia, uma piscina ou apenas aproveitar a vida ao ar livre aumenta, não é mesmo? Mas você sabe quais são os efeitos que a exposição ao sol traz para a saúde da sua pele? 

Para que você desfrute ao máximo a estação mais quente do ano, é preciso tomar alguns cuidados com a pele no sol, que incluem o uso do protetor, o reforço da hidratação e a atenção ao horário de exposição.  

Conheça em detalhes os riscos da exposição ao sol e quais hábitos você pode adotar para evitar as doenças mais comuns causadas ou pioradas pela radiação ultravioleta!  

Exposição ao sol: quais são os efeitos do sol na pele?  

Os dias de sol costumam ser muito agradáveis, especialmente quando podemos estar em contato com a água, em praias e piscinas, para nos refrescar do calor. 

Mas é nesses momentos que precisamos ter certos cuidados com a pele no sol, para que isso não se torne um problema¹. 

A exposição em excesso à radiação pode trazer situações e doenças causados pelo sol ou pioradas por ele, como¹: 

  1. câncer de pele: o câncer não melanoma é o mais comum no Brasil e o menos grave, porém ainda pode gerar deformações²; 
  2. queimaduras: deixam a pele avermelhada, sensível e até com bolhas3
  3. rugas: também são causadas pela exposição ao sol. As peles mais claras podem sentir com mais intensidade, mas todas precisam de atenção4
  4. manchas e sardas brancas: surgem em decorrência dos danos provocados pelos raios solares na pele e aparecem gradativamente com o tempo5
  5. acne solar: é ocasionada pela mistura de sebo, suor e protetor e pela radiação. Recomenda-se lavar o rosto com um sabonete apropriado, usar tônicos mais adstringentes e filtros com base aquosa ou em gel, que podem diminuir a oleosidade da pele5
  6. melasma: essa condição é caracterizada pelas manchas faciais, mais frequentes em mulheres em idade reprodutiva, que podem piorar com a exposição ao sol3. Como a ocorrência do melasma na gravidez é um risco, é importante que as gestantes tenham um cuidado redobrado6
  7. pano branco (pitiríase versicolor): essa infecção fúngica é comum e provoca pequenas manchas descoloridas na pele. O ideal é consultar um dermatologista e evitar o uso de receitas caseiras, que podem desencadear problemas como queimaduras e irritações³; 
  8. rosácea: assim como o melasma, a rosácea pode piorar com a exposição ao sol inadequada³; 
  9. fotoenvelhecimento: é o envelhecimento causado pela exposição ao sol, que provoca ressecamento, alteração na textura e rugas, além de outros efeitos indesejáveis. A pele fotoenvelhecida perde o seu brilho e elasticidade e pode apresentar manchas, pintas e sardas7

Agora que você já conhece as doenças causadas pelo sol, saiba quais cuidados deve ter! 

5 cuidados com a pele no sol 

Para curtir o verão com segurança, invista nesses cinco cuidados com a pele no sol!  

1 – Use protetor solar  

O uso de um protetor solar com FPS no mínimo 30 é o principal cuidado com a pele no sol que devemos ter5.  

Ele deve ser utilizado diariamente, pois até mesmo em dias nublados é possível se queimar. Na hora de escolher o produto, observe se ele atua contra os raios UVA e UVB5.  

Além disso, recomenda-se evitar a exposição ao sol entre as 10h e 16h5, quando os raios UV incidem com mais intensidade na Terra. 

Para tirar maior proveito do protetor, você deve5: 

  1. aplicá-lo 30 minutos antes da exposição ao sol; 
  2. distribuir uniformemente por todas as partes do corpo, incluindo mãos, orelhas, nuca e pés; 
  3. reaplicar a cada duas horas ou menos, se houver transpiração em excesso ou se entrar na água. 

As quantidades indicadas para cada parte do corpo são as seguintes8: 

  • no rosto e no pescoço: 1 colher de chá; 
  • no tronco: 1 colher de sopa na parte dianteira e outra na parte traseira; 
  • nos braços: 1 colher de sopa para ambos; 
  • nas pernas: 1 colher de sopa para ambas. 

2 – Invista em roupas e acessórios para evitar os efeitos do sol na pele 

Durante a exposição ao sol, o uso do maior número possível de estratégias de fotoproteção deve ser estimulado. Isso porque, apesar de ser fundamental, o protetor não garante a proteção ideal se utilizado de maneira isolada9

Diante disso, é indispensável que você invista em roupas e acessórios, como chapéus e trajes de algodão e linho (de preferência em cores escuras), ao fazer atividades ao ar livre, pois eles bloqueiam a maior parte da radiação UV5,10.  

Se você for usar uma barraca ou um guarda-sol na praia, eles devem ser feitos igualmente de algodão ou de lona ou de algum outro material que absorva ao menos 50% dos raios UV5.  

Outro item essencial são os óculos escuros com fatores UV que ajudam a prevenir danos para a pele sensível ao redor dos seus olhos, assim como a catarata5

3 – Não se esqueça de se hidratar muito  

O clima quente e a exposição ao sol fazem com que o corpo perca muitos fluidos pelo suor. Por isso, é ainda mais crucial repor a hidratação dentro e fora dele12. Aumente a ingestão de líquidos como água, sucos de frutas e água de coco5

A hidratação da pele também não pode ficar de fora, pois, um bom hidratante colabora com a manutenção da quantidade de água adequada na superfície corporal5

4 – Mantenha uma alimentação equilibrada  

Uma alimentação saudável e equilibrada ajuda na prevenção aos danos acarretados à pele pela exposição ao sol. Tente consumir regularmente legumes e frutas de cores alaranjadas ou vermelhas, como cenoura, abóbora, mamão, maçã e beterraba, pois elas contêm carotenóides5.  

Essas substâncias se depositam na pele e tem uma ação antioxidante5

Além disso, coma carnes grelhadas, alimentos crus e cozidos, frutas e legumes com alto teor de água e fibras e baixo de carboidratos, pois eles são boas apostas para auxiliar na hidratação do corpo, na prevenção de enfermidades e também para adiar os sinais de envelhecimento5

5 – Tenha uma atenção especial com as crianças  

É importante ressaltar que os cuidados com a pele no sol devem começar já na infância, pois as queimaduras acumuladas desde os primeiros anos de vida têm relação direta com o risco aumentado do desenvolvimento do câncer de pele na idade adulta6

Para as crianças, é aconselhado o uso de um protetor para pele sensível10. O uso do filtro solar deve ser iniciado a partir dos seis meses de idade5

Qual é o protetor solar recomendado por dermatologistas? 

O protetor é o principal aliado para evitar as condições e doenças causadas pelo sol. Junto com outras barreiras físicas como o guarda-sóis, chapéus e barracas, ele nos protege contra o câncer de pele e queimaduras.  

Para isso, é imprescindível contar com produtos de qualidade formulados especificamente para as necessidades da pele brasileira, não é mesmo?  

Se você busca um protetor assim, que tal conhecer a linha de proteção solar da Mantecorp Skincare? Ela conta com filtros para todos os tipos e tons de pele e tem opções para os pequenos também, podendo ser recomendada por dermatologistas.   

Um exemplo é o Protetor Solar Episol Infantil, nos FPS 50 e 70, feitos especialmente para a pele delicada das crianças, com proteção UVA, UVB e Infravermelho A. Esse produto não contém parabenos, petrolatos nem fragrância e é muito resistente à água e ao suor, além de ter uma rápida absorção e fácil espalhabilidade. 

Outra excelente alternativa é o protetor solar Episol Intense, nos FPS 30 e 60, um produto para o rosto e corpo, versátil para as atividades do dia a dia ou de alta exposição solar. Ele promove proteção contra os raios UVA, UVB e Infravermelho, e pode ser aplicado mesmo na pele molhada, pois é resistente à água, ao suor e ao cloro. 

A sua textura leve não deixa resíduos brancos e é fácil de espalhar, além de ter rápida absorção. Outro ponto forte é a sua ação hidratante que dura até 12 horas e o seu efeito antioxidante que preserva o colágeno. 

Quer começar a se proteger contra o sol hoje mesmo? Confira detalhes da linha de proteção solar da Mantecorp Skincare no nosso site!  

Referências consultadas: 

1. Sociedade Brasileira de Dermatologia – Regional Fluminense. Cuidados com o sol podem evitar a incidência de câncer de pele. Disponível em: <https://sbdfl.org.br/noticias/cuidados-com-o-sol-podem-evitar-a-incidencia-de-cancer-de-pele/>. Acesso em: janeiro, 2022. 

2. Sociedade Brasileira de Dermatologia. Campanha do Câncer de Pele da SBD registra mais de 4 mil casos da doença no Brasil. 14 dezembro, 2019. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/campanha-do-cancer-de-pele-da-sbd-registra-mais-de-4-mil-casos-da-doenca-no-brasil/>. Acesso em: janeiro, 2022. 

3. Sociedade Brasileira de Dermatologia – Regional São Paulo. Pele e verão: quais são os principais problemas e cuidados? Disponível em: <https://www.sbd-sp.org.br/geral/pele-e-verao-quais-sao-os-principais-problemas-e-cuidados/>. Acesso em: janeiro, 2022. 

4. Sociedade Brasileira de Dermatologia. Mais cuidado sob o sol. 2 dezembro, 2020. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/mais-cuidado-sob-o-sol-2/>. Acesso em: janeiro, 2022. 

5. Sociedade Brasileira de Dermatologia. Cuidados com a pele no verão. 24 outubro, 2016. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/cuidados-com-a-pele-no-verao/>. Acesso em: janeiro, 2022. 

6. Sociedade Brasileira de Dermatologia – Regional São Paulo. Proteção solar em situações especiais: crianças, lactantes, grávidas e albinos. Disponível em: <https://www.sbd-sp.org.br/geral/protecaosolar/>. Acesso em: janeiro, 2022. 

7. Sociedade Brasileira de Dermatologia. Fotoenvelhecimento – o que é, tratamentos e novidades. 22 abril, 2010. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/fotoenvelhecimento-o-que-e-tratamentos-e-novidades/>. Acesso em: janeiro, 2022. 

8. Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica. Proteção solar. Disponível em: <https://www.sbcd.org.br/cirurgia-dermatologica/o-que-e-cirurgia-dermatologica/para-sua-pele/protecao-solar/>. Acesso em: janeiro, 2021. 

9.Fundação Oswaldo Cruz. Dermatologista alerta para cuidados com a pele no verão. 30 janeiro, 2014. Disponível em: <https://portal.fiocruz.br/noticia/dermatologista-alerta-para-cuidados-com-pele-no-verao>. Acesso em: janeiro, 2022. 

10. Sociedade Brasileira de Dermatologia – Regional Rio de Janeiro. A pele exige mais cuidados no verão. Disponível em: <https://sbdrj.org.br/a-pele-exige-mais-cuidados-no-verao/>. Acesso em: janeiro, 2022. 

11. Dorfner M. 9 Tips to Protect Your Skin This Summer. Mayo Clinic. 6 maio, 2015. Disponível em: <https://newsnetwork.mayoclinic.org/discussion/9-tips-to-protect-your-skin-this-summer/>. Acesso em: janeiro, 2022.  

12. Nordqvist J. How to stay healthy during summer. MedicalNewsToday. 22 março, 2019. Disponível em: <https://www.medicalnewstoday.com/articles/262549>. Acesso em: janeiro, 2022.  

Imagem com as embalagens de produtos da categoria Proteção Solar

posts relacionados