Como escolher protetor solar: conheça 8 dicas fundamentais!

30/03/2021 como escolher protetor solar

Saber como escolher o protetor solar adequado pode parecer uma tarefa bem difícil por conta da quantidade de produtos diferentes que é possível encontrar.

Porém, com algumas dicas e conhecimentos sobre esses dermocosméticos, tudo pode ficar mais simples e prático. Por isso, neste artigo você irá conferir 8 dicas essenciais de como escolher um protetor solar:

  • Conheça o seu tipo de pele
  • Entenda as diferenças entre os tipos de filtro solar
  • Avalie quanto de FPS é preciso
  • Prefira protetores de amplo espectro
  • Analise os tipos de aplicação
  • Fique de olho na validade
  • Não existe protetor solar à prova d’água
  • Sempre dê preferência a protetores infantis para crianças

Boa leitura!

8 dicas fundamentais de como escolher um protetor solar

1. Conheça o seu tipo de pele

Existem quatro tipos de pele e é essencial conseguir identificar o seu para saber como escolher um protetor solar. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), os tipos de peles podem ser classificados e caracterizados da seguinte forma:

  • Pele normal: possui uma textura macia, produz a quantidade ideal de sebo para não ficar oleosa nem seca e tem poros pequenos;
  • Pele mista: é oleosa e com poros grandes na testa, nariz e queixo, enquanto nas bochechas é seca e com poros pequenos;
  • Pele oleosa: apresenta uma grande oleosidade e poros dilatados por conta de produzir sebo em excesso;
  • Pele seca: pelo fato de desidratar em excesso, tem um tecido seco, com pouco brilho, propenso à vermelhidões e com poros pequenos.

Vale lembrar também que a pele do rosto e do restante do corpo tem suas características próprias. Diante disso, é necessário um protetor para o rosto e outro para o corpo.

2. Entenda as diferenças entre os tipos de filtro solar

O termo “filtro solar” não é um sinônimo de “protetor solar”. Na verdade, filtro solar é a substância utilizada na composição do protetor para gerar a proteção.

Existem dois tipos de filtros solares:

  • filtros químicos;
  • filtros físicos.

Os químicos são constituídos por matérias orgânicas que são capazes de absorver a radiação solar e transformá-la em uma radiação não prejudicial à pele.

Os físicos são formados por substâncias inorgânicas que criam uma “barreira” na pele que reflete as radiações solares.

Portanto, o ideal é que o protetor escolhido una os dois tipos para criar um efeito fotoprotetor mais efetivo, capaz de proteger tanto contra as radiações UV-A quanto contra as UV-B.

3. Avalie quanto de FPS é preciso

O Fator de Proteção Solar (FPS) é uma medida utilizada para quantificar quanto tempo a mais você poderá ficar exposto ao sol sem ter queimaduras.

Por exemplo, caso você demore por volta de 5 minutos para se queimar no sol, com um protetor de FPS 30 irá demorar trinta vezes mais, ou seja, 150 minutos.

Contudo, é quase impossível saber o tempo exato de proteção que você terá. Isso acontece por conta das variações de pessoa para pessoa.

Sendo assim, avalie algumas condições para escolher o FPS adequado, como quanto tempo você fica exposto ao sol, qual é a intensidade dos raios da sua região e qual a sua quantidade de melanina.

O FPS mínimo recomendado por dermatologistas é 30. Então, busque utilizar um protetor desse valor ou maior.

E lembre-se: independentemente do FPS, o protetor deve ser reaplicado com frequência, sendo o indicado, pelo menos, a cada 2 horas.

Leia também: Qual é o fator de protetor solar adequado para a pele negra?

4. Prefira protetores de amplo espectro

Protetores solares de amplo espectro são aqueles que protegem contra as radiações UV-A e UV-B.

Estes tipos de radiações possuem comprimento de ondas distintos, que causam efeitos diferentes.

Os raios UV-A são os principais responsáveis por danos a longo prazo, como o envelhecimento da pele.

Enquanto isso, os raios UV-B causam danos mais imediatos, como queimaduras. E ambos podem levar a problemas mais sérios, como o câncer de pele.

5. Analise os tipos de aplicação

Existem protetores solares com diversos tipos de aplicação. O mais comum e utilizado é o em creme, mas outros tipos podem ser melhores para alguns casos:

  • Protetor em creme: é o clássico protetor branco que é preciso espalhar bem para sumir. Este tipo tem destaque especial para rostos e peles secas, porque ajuda na hidratação;
  • Protetor em gel: é feito à base de água, possuindo uma textura mais leve, que espalha mais fácil. É uma boa escolha para passar em áreas com bastante pelos, assim como para peles oleosas, porque é mais seco;
  • Protetor em spray: por ser líquido, é fácil de passar e não deixa a pele oleosa. Contudo, é preciso cuidado para espalhar bem e deve-se reaplicar com mais frequência, pois possuem uma eficácia menor;
  • Protetor em bastão: o maior diferencial está na facilidade em passar, especialmente no rosto, em áreas como a região dos olhos.

6. Fique de olho na validade

Olhar a validade é um passo muito importante para saber como escolher um protetor solar eficaz. Isso porque os ingredientes se degradam com certa rapidez.

Sendo assim, um protetor fora do prazo de validade já teve os ingredientes degradados e não irá apresentar uma eficácia adequada.

7. Não existe protetor solar à prova d’água

Um protetor resistente à água não é à prova desse líquido, nem mesmo manterá a eficácia por um longo período enquanto estiver em contato com ele.

Estes tipos de protetores realmente só possuem uma maior resistência, possibilitando que a eficácia se mantenha por volta de 40 a 80 minutos mesmo em contato com a água.

Enquanto isso, protetores normais perdem a eficácia assim que entram em contato com ela, porque as suas moléculas diluem com o líquido.

Entretanto, como dissemos, os protetores resistentes à água só são capazes de serem eficazes por um curto período. Então, é importante reaplicar o protetor com ainda mais frequência.

8. Sempre dê preferência a protetores infantis para crianças

A pele das crianças é muito mais frágil e sensível, podendo reagir alergicamente a diversos compostos químicos. Por isso, é importante sempre escolher um protetor solar infantil para os pequenos.

Os protetores infantis geralmente são feitos apenas com filtros físicos, que não são absorvidos pela pele, ao contrário dos químicos. Por conta disso, os protetores para crianças são hipoalergênicos.

Além disso, é importante ressaltar que não se deve aplicar protetor em crianças com menos de 6 meses. O ideal é evitar que elas se exponham ao sol nessa idade.

Qual é o melhor protetor solar?

Como o artigo deixou claro, não existe o melhor protetor solar. Mas, sim, o mais adequado para as suas necessidades e contexto. Por isso é tão importante saber como escolher um protetor solar.

É preciso fazer uma grande pesquisa e analisar todas as informações na embalagem para encontrar o mais apropriado para você.

Então, para te ajudar na escolha, nós recomendamos os protetores Episol, que é a linha de fotoproteção desenvolvida pela Mantecorp Skincare, marca que está há mais de 40 anos no mercado de dermocosméticos brasileiros.

Essa é uma gama completa de produtos de proteção solar testados para garantir eficácia e segurança. Há opções para o rosto e para o corpo, assim como para diferentes tipos de pele. Conheça e encontre o melhor protetor para você!

As informações te ajudaram a aprender como escolher um protetor solar? Então, veja também como usar protetor solar e acompanhe o nosso blog para ter acesso a mais conteúdos confiáveis sobre proteção solar, hidratação, pele, rejuvenescimento e muito mais!

Referências

The Skin Cancer Foundation. All About Sunscreen. Disponível em: <https://www.skincancer.org/skin-cancer-prevention/sun-protection/sunscreen/>. Acesso em: 28 dez. 2020.

Simon, Stacy. Choose the Right Sunscreen. American Cancer Society, 2018. Disponível em: <https://www.cancer.org/latest-news/choose-the-right-sunscreen.html>. Acesso em: 28 dez. 2020.

Ramble, Taylor. What Sunscreen Ingredients to Look for — and Which Banned Ones to Avoid. Healthline, 2019. Disponível em: <https://www.healthline.com/health/beauty-skin-care/best-sunscreen-ingredients>. Acesso em: 28 dez. 2020.

Mukherjee, Tiarra. 6 Steps for Choosing a Clean and Safe Sunscreen. Everyday Health, 2019. Disponível em: <https://www.everydayhealth.com/skin-beauty/steps-choosing-clean-safe-sunscreen/>. Acesso em: 28 dez. 2020.

Mayo Clinic. Best sunscreen: Understand sunscreen options. 2019. Disponível em: <https://www.mayoclinic.org/healthy-lifestyle/adult-health/in-depth/best-sunscreen/art-20045110>. Acesso em: 28 dez. 2020.

posts relacionados