9 mitos e verdades sobre o protetor solar: saiba o que é real

25/05/2022 mitos e verdades sobre protetor solar

Conhecer os mitos e verdades sobre o protetor solar é essencial para escolher o mais adequado e usá-lo corretamente.

Afinal, proteger-se apropriadamente das radiações solares é muito importante para prevenir problemas como manchas, rugas e o câncer de pele, que é o mais frequente no Brasil.

Então, com o intuito de fornecer informações confiáveis e comprovadas, nós esclarecemos 9 mitos e verdades sobre o protetor solar:

  • O protetor solar precisa ser reaplicado para ter mais eficácia
  • Protetor só é necessário quando está sol
  • Protetor de FPS maior protege mais
  • A água diminui a eficácia do protetor
  • Todos os protetores são iguais, só muda o FPS
  • Protetor solar previne o câncer de pele e o envelhecimento precoce
  • Maquiagem com FPS é suficiente para proteger da radiação solar
  • Peles mais escuras não precisam de protetor solar
  • Protetor solar tem prazo de validade

Confira a seguir, em mais detalhes, os mitos e verdades sobre o protetor solar!

9 mitos e verdades sobre o protetor solar

1. O protetor solar precisa ser reaplicado para ter mais eficácia

Verdade!

Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, passar protetor solar apenas uma vez não é o suficiente para te proteger.

O protetor solar vai perdendo a eficácia conforme o tempo passa. Por isso, é essencial reaplicá-lo, no mínimo, a cada 2 horas para que continue protegendo a sua pele.

Além disso, fatores como a transpiração e a água salgada ou com cloro também tiram a eficácia do protetor. Sendo assim, é necessário fazer a reaplicação logo em seguida.

2. Protetor só é necessário quando está fazendo muito sol

Mito!

Mesmo em dias nublados o uso do protetor solar é indispensável. Isso porque as nuvens não são capazes de bloquear totalmente as radiações solares.

O fato é que você estará sendo atingido por radiação sempre que estiver exposto à luz. Portanto, é muito importante utilizar o protetor solar diariamente, independentemente de como o tempo está.

3. Protetor de FPS maior protege mais

Mito!

O Fator de Proteção Solar (FPS) não se refere ao nível de proteção que será fornecido.

Na verdade, o FPS é o nome dado a um método utilizado para quantificar o tempo de proteção a mais que você terá.

Quanto maior o FPS, mais tempo você ficará protegido contra as radiações solares.

Então, por exemplo, ao passar um protetor solar de FPS 30, você demorará 30 vezes mais para se queimar no sol do que se estivesse sem.

Contudo, o fato de o FPS ser alto não muda a necessidade de reaplicar o protetor solar pelo menos a cada 2 horas para manter sua eficácia.

4. A água diminui a eficácia do protetor

Verdade!

O protetor solar é diluído quando misturado com a água, perdendo parte da sua eficácia. Por essa razão que se recomenda reaplicar o protetor logo após sair do mar ou piscina.

Aliás, outra dica é secar a pele antes de passar, porque isso também causará a perda de eficácia.

E aqui também fica um alerta: não existem protetores à prova d’água! Há protetores solares resistentes à água, que mantêm sua eficácia por cerca de 40 a 80 minutos no líquido. Ou seja, mesmo com um protetor deste tipo é preciso reaplicá-lo logo após sair da água.

5. Todos os protetores são iguais, só muda o FPS

Mito!

Na verdade, os protetores podem ser formulados com dois tipos de filtros solares: os químicos e os físicos.

A diferença está na composição e na forma de proteção deles.

O filtro químico é feito com substâncias orgânicas que absorvem a radiação e a transformam em um radiação não prejudicial à pele.

Em contrapartida, o filtro físico é feito com substâncias inorgânicas, principalmente minerais, que criam uma camada protetora sobre a pele, que reflete a radiação.

Protetores solares mais potentes costumam unir os dois filtros para garantir uma proteção mais completa. Mas, também existem protetores com apenas um tipo de filtro.

6. Protetor solar previne o câncer de pele e o envelhecimento precoce

Verdade!

Uma das principais causas do câncer de pele são os danos causados pela radiação ultravioleta emitida pelo sol. Portanto, o uso de protetor solar é uma das melhores prevenções.

Já o envelhecimento precoce pode acontecer a longo prazo depois de muita exposição à radiação UV-A. Sendo assim, utilizar um protetor que proteja contra este tipo de radiação é a principal forma de prevenção.

7. Maquiagem com FPS é suficiente para proteger da radiação solar

Mito!

O fato de uma maquiagem ter FPS não significa que ela trará tanta proteção quanto o protetor solar e que pode substituí-lo.

Na realidade, o FPS das maquiagens costuma ser muito baixo. Além disso, por conta de se aplicar em pouca quantidade, a eficácia é ainda mais prejudicada.

Logo, para que a pele fique realmente protegida, é preciso utilizar um protetor solar em conjunto com a maquiagem.

Basta passar um protetor sem cor antes da maquiagem e você já terá uma melhor proteção garantida.

8. Peles mais escuras não precisam de protetor solar

Mito!

Embora ter mais melanina na pele realmente proteja, até certo ponto, contra as queimaduras, isso não significa que a proteção se estenda contra as radiações solares.

A melanina oferece, especificamente, mais proteção contra a radiação UV-B, mas mesmo assim não é o suficiente para evitar danos a curto e longo prazo.

Diante disso, pessoas com peles mais escuras também precisam utilizar o protetor solar diariamente para evitar problemas como câncer de pele, envelhecimento precoce e rugas.

9. Protetor solar tem prazo de validade

Verdade!

É comum pessoas utilizarem o mesmo protetor solar por anos, acreditando que ele não possui prazo de validade.

Contudo, as substâncias que constituem os protetores solares se decompõem com o passar do tempo. E isso causa a perda de eficácia por parte do protetor.

À vista disso, lembre-se de sempre ficar de olho no prazo de validade do seu protetor solar.

Gostou de conhecer alguns mitos e verdades sobre o protetor solar?

Agora que você sabe os mitos e verdades sobre o protetor solar, já dá para escolher o protetor mais adequado para usar diariamente, não é mesmo?

As nossas sugestões são os seguintes produtos desenvolvidos pela Mantecorp:

  • Para o rosto: o Episol Antiox possui FPS 60, com proteção UV-A e UV-B e uma associação de antioxidantes que tem ação comprovada na prevenção do envelhecimento e suavização de rugas e linhas de expressão;
  • Para o corpo: o Episol Loção Corporal é um protetor com FPS 45, proteção UV-A/UV-B e infravermelho A e textura não oleosa. Além disso, resiste à água por 80 minutos, é hipoalergênico e preserva o colágeno.

Conheça também os outros produtos da linha Episol. Assim, você pode encontrar o protetor apropriado para o seu tipo de pele e necessidades específicas.

Gostou de conhecer os mitos e verdades sobre o protetor solar? Quer saber mais sobre assuntos relacionados à fotoproteção? Então continue acompanhando nosso blog e assine nossa newsletter!

Referências

Instituto Nacional de Câncer. Câncer de pele não melanoma. Ministério da Saúde, 2020. Disponível em: <https://www.inca.gov.br/tipos-de-cancer/cancer-de-pele-nao-melanoma>. Acesso em: 21 dez. 2020.

Johnson, Jon. Twelve sunscreen myths and facts. Medical News Today, 2017. Disponível em: <https://www.medicalnewstoday.com/articles/318290>. Acesso em: 21 dez. 2020.

Buka, Bobby. The top 4 myths and facts about sunscreen and skincare. The Dermatology Specialists. Disponível em: <https://www.thedermspecs.com/blog/the-top-4-myths-and-facts-about-sunscreen-and-skincare/>. Acesso em: 21 dez. 2020.

Imagem com as embalagens de produtos da categoria Proteção Solar

posts relacionados