O que é bom para foliculite? Conheça 6 opções de tratamento e 11 dicas de prevenção

22/12/2021 o que é bom para foliculite

Você já notou depois de fazer a barba o surgimento de um ferimento, que parece uma espinha, e que tende a coçar e doer bastante? Se sim, você tem um problema muito comum: foliculite; uma inflamação que surge por conta de um pelo encravado. Mas calma, isso tem soluções fáceis e simples! Para isso, é importante que você saiba o que é bom para foliculite. 

Apesar do incômodo e irritação, a foliculite possui tratamentos e formas de prevenção muito práticas e rápidas, como investir em uma rotina de skincare, por exemplo, e redobrar os cuidados na hora de se barbear.  

Entenda na prática o que é bom para foliculite no rosto, as causas e sintomas dessa condição e como preveni-la! 

Quais as causas e sintomas da foliculite? 

Antes de aprender o que é bom para foliculite, é preciso entender o que é e quais são as causas dessa situação.  

A foliculite nada mais é do que uma inflamação na pele que se inicia nos folículos pilosos. Geralmente, ela é motivada por uma infecção bacteriana ou fúngica, mas também pode se dar por conta de vírus ou em decorrência de pelos encravados¹. 

A causa mais comum nos homens é o ato de se barbear, que pode gerar micro lesões, propiciar a entrada de bactérias na pele e favorecer o surgimento do pelo encravado. Nesses casos, o organismo reage e desencadeia uma reação inflamatória que pode levar à foliculite². 

Inclusive, a barba é uma das regiões mais comuns para o surgimento dessa inflamação, junto com a virilha, pernas, axilas e glúteos². 

Há diversos tipos de foliculite, sendo o mais habitual nos homens a chamada pseudofoliculite da barba, que ocorre quando os pelos raspados crescem, se curvam e voltam para o interior da pele, afetando especialmente homens negros. Esse processo pode levar à inflamação e a cicatrizes¹. 

Ela pode ser superficial ou profunda. No primeiro caso, os sintomas são pequenas bolinhas vermelhas, com ou sem pus, pele avermelhada e inflamada, com coceiras e sensibilidade na região¹. 

Já no segundo tipo, pode haver a formação de furúnculos e os sinais são grandes áreas avermelhadas, lesões elevadas com pus amarelado no meio, sensibilidade e dor intensa¹. 

As principais razões da origem da foliculite, de acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, são¹: 

  • fricção ao se barbear; 
  • uso de roupas apertadas; 
  • calor e suor; 
  • certas condições como dermatite e acne; 
  • lesões na pele por arranhões ou feridas cirúrgicas; 
  • curativos de plástico em contato com áreas de pelo. 

Já os fatores que facilitam o surgimento são¹³:  

  • doenças que diminuem a imunidade; 
  • usar medicamentos como cremes de corticoide ou terapia antibiótica; 
  • estar acima do peso
  • ter pele negra e/ou pelos enrolados. 

Por conta disso, o que é bom para foliculite é saber qual é o seu tipo e iniciar tratamentos com foco nele.  

O que é bom para tratar foliculite? 6 opções que devem ser indicadas por dermatologista 

Uma primeira dica do que é bom para tratar foliculite é consultar um dermatologista. Isso deve ser feito especialmente caso ela esteja muito inflamada e dolorida, o que pode indicar uma situação mais grave.  

Entre os tratamentos que podem ser indicados por um médico estão1,3, 4,5:  

  1. antibióticos, antifúngicos e antimicrobianos de uso oral, para inflamação e infecção secundária; 
  2. aplicação de pomadas ou cremes de uso tópico com propriedades anti-inflamatórias sobre a lesão; 
  3. se tiver furúnculos e carbúnculos, o médico pode drenar a infecção com uma pequena incisão para aliviar os sintomas; 
  4. corticoides;  
  5. sabonetes antissépticos; 
  6. remoção dos folículos pilosos. 

Também é interessante investir nas seguintes práticas3,4:  

  • parar de se barbear até que a condição melhore;  
  • usar compressas mornas e úmidas no local; 
  • fazer a higiene utilizando água morna e sabonete antisséptico e, de preferência, enxugar com uma toalha descartável. 

Já o que é bom para curar foliculite de vez é investir em maneiras de prevenir essa situação, como as listadas abaixo.  

O que é bom para foliculite? 11 dicas para prevenir 

O que é bom para controlar a foliculite é investir em rotinas de cuidados com a pele e também redobrar a atenção na hora de se barbear.  

Para isso, você pode seguir essas dicas práticas ao fazer a barba¹²67:  

  1. se possível, substitua a lâmina por um barbeador elétrico; 
  2. opte por fazer a barba após o banho; 
  3. use um sabonete ou gel de barbear para lubrificar as lâminas e evitar cortes; 
  4. prefira água morna; 
  5. massageie os pelos para ficarem mais amolecidos; 
  6. passe a lâmina o menor número possível de vezes sobre a pele e sempre no sentido de crescimento dos pelos, nunca na direção oposta; 
  7. lave o rosto com água fria após se barbear e aplique um hidratante em seguida; 
  8. use loção pós-barba que auxilia no fechamento dos poros e também ajuda a aliviar irritações provocadas pela lâmina, além de possuir propriedades cicatrizantes; 
  9. limpe a lâmina todas as vezes que utilizar no rosto, o acúmulo de pelos diminui a eficácia do aparelho; 
  10. troque as lâminas após cinco usos, no máximo; 
  11. mantenha o rosto sempre limpo, seco e hidratado. 

DICA DE OURO: Você já ouviu falar que a depilação a laser é o método de escolha para o tratamento da foliculite com provável cura dessa condição? Procure seu dermatologista! 

O que é bom para foliculite no rosto? Conheça produtos que podem te ajudar 

O que é bom para controlar a foliculite, além de tomar mais cuidados ao se barbear, é escolher produtos ideais que auxiliem a tratar essa condição.  

Para isso, você tem à disposição a linha Urby Men da Mantecorp Skincare. Criada por dermatologistas, a Mantecorp atua há 40 anos criando produtos específicos para a pele brasileira.  

Nessa linha, você conta com produtos essenciais para melhorar a foliculite, como o sabonete para corpo e face e o hidratante e pós-barba.  

O sabonete melhora a presença da foliculite, auxilia a reduzir os pelos encravados e ainda atua para diminuir as reações como inflamação, irritação e coceira. Além disso, ele limpa sem ressecar a pele, controla a oleosidade e promove a renovação celular.  

Por sua vez, o hidratante e pós-barba atua para acalmar a pele, reduzir a vermelhidão, aumentar a elasticidade e suavidade dela, além de restaurar a barreira cutânea após o ato de se barbear, o que é fundamental para evitar o surgimento de pelos encravados e, por consequência, da foliculite.  

Gostou das nossas soluções? Conheça todos os nossos produtos para skincare masculina no site.  

Referências consultadas:  

1. Sociedade Brasileira de Dermatologia. Foliculite. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/foliculite/7/>. Acesso em: setembro, 2021. 

2. Sociedade Brasileira de Dermatologia – Regional São Paulo. Foliculite: especialista explica a inflamação do pelo encravado. Disponível em: <https://www.sbd-sp.org.br/geral/foliculite-especialista-explica-inflamacao-do-pelo-encravado/>. Acesso em: setembro, 2021. 

3. Levinbook WS. Pseudofoliculite da barba. Manual MSD – Versão para Profissionais de Saúde. Setembro, 2019. Disponível em: <https://www.msdmanuals.com/pt-br/profissional/dist%C3%BArbios-dermatol%C3%B3gicos/doen%C3%A7as-de-pelos-e-cabelo/pseudofoliculite-da-barba>. Acesso em: setembro, 2021. 

4. Drauzio Varella. Foliculite. Disponível em: <https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/foliculite/>. Acesso em: setembro, 2021. 

5. Sociedade Brasileira de Dermatologia – Regional São Paulo. Sensibilidade à flor da pele. Disponível em: <https://www.sbd-sp.org.br/geral/sensibilidade-a-flor-da-pele/>. Acesso em: setembro, 2021. 

6. Sociedade Brasileira de Dermatologia. Evite os pelos encravados. 15 julho, 2011. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/noticias/evite-os-pelos-encravados/>. Acesso em: setembro, 2021. 

7. Sociedade Brasileira de Dermatologia – Regional Fluminense. Dez cuidados ao fazer a barba e evitar pelo encravado. Disponível em: <https://sbdfl.org.br/noticias/dez-cuidados-ao-fazer-a-barba-e-evitar-pelo-encravado/>. Acesso em: setembro, 2021. 

posts relacionados