Para que serve o ácido retinóico? Conheça 7 principais usos para a saúde da pele

31/01/2022 o que são radicais livres

 

Manter uma pele saudável, com viço e brilho, é o objetivo de muita gente, especialmente quando os sinais de envelhecimento começam a aparecer no rosto e no corpo. Para isso, há inúmeras substâncias encontradas em produtos de skincare que podem te ajudar. Pensando nisso, você sabe para que serve o ácido retinóico?  

O ácido retinóico serve justamente para auxiliar a recuperar a firmeza, hidratação e elasticidade da pele, além de colaborar com inúmeras outras questões, como o tratamento de acne, melasma e também estrias.  

Quer entender em detalhes para que serve o ácido retinóico e conhecer os seus setes principais usos? Confira abaixo!  

O que é o ácido retinóico? 

Antes de descobrir para que ele serve, é interessante saber o que é o ácido retinóico. 

Ele é um derivado da vitamina A¹, pertencente à família dos retinóides, que se refere aos análogos sintéticos e naturais deste micronutriente³. 

Ele é um dos ácidos mais eficazes utilizados na dermatologia há décadas, sendo caracterizado como uma substância que remove células mortas, estimula a produção de colágeno, suaviza as linhas finas e diminui manchas¹. 

Além disso, o ácido retinóico é um dos que possui mais evidências científicas sobre a sua eficácia no combate ao envelhecimento e ao câncer de pele².  

Por conta disso tudo, ele é um dos melhores ingredientes para produtos de skincare conhecidos do mercado4

Para que serve o ácido retinóico? 7 usos 

Depois de entender o que é, podemos compreender de maneira mais detalhada para que serve o ácido retinóico. As suas principais funções são:  

  1. estimular a produção de colágeno: como as pequenas moléculas do ácido retinóico conseguem penetrar na derme, elas cooperam com a neutralização da ação dos radicais livres e impulsionam a produção de elastina e colágeno. Isso traz como consequência o preenchimento da pele, que reduz a aparência de linhas finas, rugas e poros largos³; 
  2. combater o envelhecimento da pele: o envelhecimento ocorre por fatores biológicos, como o passar dos anos, e também por questões externas como exposição ao sol, fumo e poluição. Isso resulta na perda da elasticidade e da água da pele, trazendo rugas, flacidez e linhas finas. Diante disso, o ácido retinóico ajuda a estimular a sua renovação5
  3. melhorar a textura e a tonalidade da pele: já com o seu efeito esfoliante, o ácido retinóico pode melhorar a textura e a tonalidade da pele³; 
  4. tratar a acne: o ácido retinóico também serve para tratar a acne severa, assim como as cicatrizes relacionadas a isso. Além disso, ele auxilia a manter os poros desobstruídos, evitando futuros surtos de cravos e espinhas³; 
  5. hidratar a pele: também foi provado que o ácido retinóico serve para balancear os níveis de hidratação da pele, ao remover as células mortas da superfície corporal que podem levar à perda da umidade³; 
  6. tratar o melasma: essa condição se caracteriza pelo surgimento de manchas escuras na pele, mais comumente na face. Entre os tratamentos mais utilizados para auxiliar na remoção dessas marcas está o uso de cremes com ácido retinóico6
  7. tratar as estrias: por fim, os tratamentos feitos à base de cremes com ácido retinóico também podem ser muito úteis no combate às estrias7

Como resultado de todos esses efeitos, ele deixa a pele mais viva e iluminada4. Agora que você entendeu para que serve o ácido retinóico, descubra como utilizá-lo.  

Como usar o ácido retinóico? 

Para aprender como usar o ácido retinóico, é preciso saber onde ele está presente.  

Ele pode ser encontrado em produtos dermocosméticos como séruns, cremes, géis ou emolientes5

A sua aplicação pode ser feita topicamente, trazendo os benefícios listados acima para a saúde da pele5

Outro possível uso dele é por meio de tratamentos como peeling de ácido retinóico, no qual é usada uma solução de cor amarelada ou cor base, com resultados satisfatórios para acne, melasma e rejuvenescimento8

Os peelings consistem na aplicação de agentes que destroem as camadas superficiais da pele, seguido da sua regeneração, sendo uma forma de esfoliar e acelerar a sua renovação. Eles podem ser superficiais, médios ou profundos8

6 cuidados com o ácido retinóico 

Apesar de ser muito seguro, é possível que algumas pessoas sintam certos efeitos colaterais ao usar o ácido retinóico a longo prazo, especialmente em casos de concentrações mais altas. São eles5

  • ressecamento da pele; 
  • vermelhidão; 
  • ardência; 
  • descamação; 

Por causa disso, os cuidados com o ácido retinóico que você deve ter são4,5

  1. testar uma pequena quantidade na pele antes de fazer a aplicação normal, para ver como ela reage; 
  2. começar devagar, usando um produto com pouca concentração dessa substância; 
  3. aplicar à noite; 
  4. checar as instruções na embalagem do produto; 
  5. passar um protetor solar após o seu uso e evitar ao máximo a exposição ao sol; 
  6. não utilizar nenhum dermocosmético com esse ingrediente se estiver grávida, pois ele aumenta os riscos de aborto.  

Resumindo: ter todos esses cuidados, saber para que serve o ácido retinóico e procurar o acompanhamento de um dermatologista são ações fundamentais na hora de colocar em prática um tratamento para rejuvenescer a pele!  

Qual produto com ácido retinóico posso utilizar? 

Se depois de conhecer todos os usos e benefícios do ácido retinóico você ficou interessado em comprar um produto que traga todas essas vantagens, saiba que pode contar com o Rejuvenescedor Facial Reviline R da Mantecorp Skincare.  

O Reviline R é um sérum rejuvenescedor e reparador intensivo, com formulação desenvolvida para peles maduras. Sua fórmula contém uma associação de retinol nanoencapsulado, nanoretinoato, ácido hialurônico vetorizado em silício e matrixyl.  

Essa combinação estimula a produção de colágeno e elastina e hidrata e densifica a estrutura da pele. Além disso, o Reviline R possui ação antioxidante e estimula a capacidade de renovação da mesma, melhorando a sua textura, hidratação, firmeza e elasticidade. 

Quer ver na prática como esse produto pode te ajudar a combater o envelhecimento da pele? Acesse o nosso site!  

Referências consultadas:  

1. Sociedade Brasileira de Dermatologia – Regional São Paulo. Os ácidos indicados para renovar a pele durante o inverno. Disponível em: <https://www.sbd-sp.org.br/geral/os-acidos-indicados-para-renovar-a-pele-durante-o-inverno/>. Acesso em: dezembro, 2021. 

2. Sociedade Brasileira de Dermatologia – Regional Goiás. SBD-GO na mídia – Médica fala sobre cuidados com a pele. 31 janeiro, 2020. Disponível em: <https://www.sbdgo.org.br/novo/Home/noticia/178>. Acesso em: dezembro, 2021. 

3. Zasada M, Budzisz E. Retinoids: active molecules influencing skin structure formation in cosmetic and dermatological treatments. Postepy Dermatolo Alergol. Agosto, 2019; 36(4): 392-397. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6791161/>. Acesso em: dezembro, 2021. 

4. Cherney K. How Does Retinol Work on The Skin? Healthline. 28 maio, 2020. Disponível em: <https://www.healthline.com/health/beauty-skin-care/how-does-retinol-work>. Acesso em: dezembro, 2021. 

5. Santhakumar S. What is retinol and how can a person use it? MedicalNewsToday. 13 julho, 2021. Disponível em: <https://www.medicalnewstoday.com/articles/retinols>. Acesso em: dezembro, 2021. 

6. Sociedade Brasileira de Dermatologia. Melasma. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/melasma/13/>. Acesso em: dezembro, 2021. 

7. Sociedade Brasileira de Dermatologia. Estrias. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/estrias/6/>. Acesso em: dezembro, 2021. 

8. Sociedade Brasileira de Dermatologia. Peelings Químicos. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/procedimentos/peelings-quimicos/10/>. Acesso em: dezembro, 2021. 

Imagem com as embalagens de produtos da categoria Hidratação

posts relacionados