O que é o ácido glicólico? Veja como esse potente ingrediente ajuda a renovar a pele!

31/01/2022 Ácido kójico para que serve na pele

Na busca por produtos que ajudam a uniformizar a pele e a combater rugas e o seu envelhecimento, você deve ter se deparado com uma infinidade de ingredientes diferentes em itens de skincare, não é mesmo? Entre eles, há alguns que merecem a sua atenção por conta da sua eficácia comprovada. Pensando nisso, você sabe o que é o ácido glicólico? 

Esse ácido possui diversos potenciais para a pele, que vão desde a remoção de células mortas até a melhora da sua aparência. Isso faz com que ele seja versátil para aqueles que procuram um dermocosmético eficaz¹. 

Ficou interessado em descobrir mais sobre ele? Entenda o que é o ácido glicólico, para que serve e como você pode utilizá-lo!  

O que é o ácido glicólico? 

Mas então o que é o ácido glicólico? Ele é uma substância pertencente à família de alfa-hidroxiácidos (AHAs) e é encontrado naturalmente na cana-de-açúcar. Além disso, ele também pode ser feito em laboratório². 

É uma molécula muito pequena, inclusive a menor dessa família de ácidos³, e por isso consegue penetrar facilmente na barreira externa da pele². 

Isso faz com que ele consiga descamar levemente a pele enquanto retém a sua hidratação quando é aplicado topicamente², esfoliando mais efetivamente do que outros elementos do mesmo tipo³.  

Além de se perguntar o que é o ácido glicólico, muitas pessoas podem se questionar como ele funciona. Na prática, ele atua removendo as células mortas da pele, o que ajuda a promover a renovação da nossa superfície cutânea². 

Ele também tem efeitos comprovados na diminuição da inflamação², atividade antibacteriana e antioxidante¹ e proteção contra os raios UVB². 

Para que serve o ácido glicólico? 

Por causa do seu multipotencial e pelo seu tamanho molecular pequeno, que permite atingir profundamente a nossa pele, ele possui diversas utilidades.  

Entre os principais usos e benefícios do ácido glicólico estão:  

  • renovação celular: como ele tem uma boa absorção e reage com as camadas mais superficiais da pele, dissolvendo o sebo e outras substâncias, ele acaba promovendo uma descamação sutil e acelera a renovação celular4. Isso ocorre porque ele auxilia a separar as ligações que prendem as células juntas, permitindo que as que estão mortas sejam removidas mais rapidamente³; 
  • estímulo à produção de colágeno: ele também estimula a pele a produzir mais colágeno, a proteína que a deixa mais firme, preenchida e com elasticidade. Com a idade, a produção desse elemento diminui. O uso do ácido glicólico regularmente pode ajudar a prevenir essa situação³; 
  • combate à acne: uma das principais indicações do uso do ácido glicólico é para tratar a acne4.  Ele melhora o aspecto e consegue clarear as manchas deixadas por cravos e espinhas5. Além disso, ele ajuda a manter os poros desobstruídos, ao retirar as células mortas da pele, evitando que a acne se forme³; 
  • tratamento do melasma: essa condição se caracteriza pelo surgimento de manchas escuras na pele, mais comumente na face. Entre os tratamentos mais utilizados para auxiliar na remoção dessas marcas está o uso do ácido glicólico6, que reduz a pigmentação excessiva na área acometida sem afetar diretamente a melanina5
  • diminuição dos sinais de envelhecimento: por conta da renovação celular e da produção de colágeno³, ele também age amenizando os sinais de envelhecimento precoce5. Ele pode suavizar linhas finas de expressão e pequenas rugas, melhorando a tonalidade, textura e uniformidade da pele, deixando-a mais revigorada e aumentando seus níveis de hidratação³; 
  • aumento da iluminação: usar o ácido glicólico regularmente pode ajudar a iluminar a pele, prevenir pelos encravados e fazer com que os poros dilatados pareçam menores³. 

Em linhas gerais, o ácido glicólico é uma substância que colabora com a melhora da aparência da pele³, além de atuar especificamente em todos os quadros citados acima!  

Quer entender como você pode incorporar esse elemento à sua rotina de skincare? Descubra como usar o ácido glicólico!  

Como usar o ácido glicólico? 

Se depois de aprender o que é o ácido glicólico e quais são os seus benefícios você ficou curioso sobre como pode utilizá-lo, saiba que há duas maneiras principais de fazer isso: com dermocosméticos ou com peelings.  

Nesses casos, ele é especialmente recomendado para quem tem a pele²: 

  • propensa à hiperpigmentação;      
  • com sinais de envelhecimento; 
  • com tendência a ter acne.   

Porém, qualquer pessoa buscando os benefícios do ácido glicólico nos outros quadros citados acima também pode aproveitá-lo.   

Em geral, o seu uso é seguro, mas como ele pode causar irritação em algumas pessoas, o que costuma ocorrer no caso de grandes concentrações, o ideal é consultar um dermatologista³. Veja abaixo como utilizá-lo!  

Dermocosméticos 

Se você quer ter uma pele mais brilhante, com aparência saudável e redução de acne e linhas finas, um produto dermocosmético com ácido glicólico pode ser suficiente³, além de ser menos abrasivo do que um peeling.  

Para isso, ele pode ser encontrado em itens como sabonetes, cremes, loções e séruns³ e o seu uso deve ser feito diariamente, de preferência à noite antes de dormir4

Os artigos de skincare que contêm ácido glicólico em conjunto com outros ingredientes são formulados para agir em equilíbrio e atingir o resultado prometido. Eles criam um efeito cumulativo com o tempo e a pele vai melhorando a aparência conforme o uso constante³. 

Peelings 

Agora, se você busca um tratamento mais forte, pode conversar com o seu dermatologista sobre a possibilidade de fazer um peeling.  

Ele é útil para tratar problemas específicos como danos causados por raios UV, manchas muito escuras e rugas profundas. Além disso, ele traz uma melhora rápida nesses sinais³.  

Para isso, os peelings consistem na aplicação de agentes que destroem as camadas superficiais da pele, seguido de sua regeneração, sendo uma forma de esfoliar e acelerar a sua renovação. Eles podem ser superficiais, médios ou profundos7 e as sessões devem ser feitas com intervalos de 30 dias4.  

Qual produto com ácido glicólico posso utilizar? 

Se você está buscando dermocosméticos como um sérum e um sabonete com ácido glicólico, que tal conhecer o Kit Glycare Sérum Rejuvenescedor e Glycare Duo Sabonete e Máscara Facial da Mantecorp Skincare

Esses produtos contêm ácido glicólico nanoencapsulado e em Matriz Nano 3D respectivamente, dessa forma há uma entrega prolongada do ativo e permeação nas camadas mais profundas da pele, trazendo todos os benefícios dessa substância que você viu, como a renovação celular, a melhora das rugas finas e das linhas de expressão. 

Além disso, ambos também possuem na sua formulação a Niacinamida, responsável pelo controle da oleosidade, redução dos poros aparentes e hidratação; e o alfa-arbutin, no Glycare Serum, que clareia e uniformiza a pele. 

Lembre-se sempre de aplicar o protetor solar ao se expor ao sol após a utilização desses produtos. 

Quer conhecer em detalhes esses kits e provar na prática os seus efeitos? Acesse o nosso site!  

Referências consultadas: 

1. Nall R. Is Glycolic Acid a Good Acne Treatment? 26 fevereiro, 2020. Disponível em: <https://www.healthline.com/health/beauty-skin-care/glycolic-acid-for-acne>. Acesso em: dezembro, 2021. 

2. Nunez K. Glycolic Adic vs. Salicylic Acid: Which One Is Right for You? 6 abril, 2021. Disponível em: <https://www.healthline.com/health/beauty-skin-care/glycolic-acid-vs-salicylic-acid>. Acesso em: dezembro, 2021. 

3. Palmer A. How to Use Glycolic Acid in Your Skin Care. Verywellhealth. 24 março, 2020. Disponível em: <https://www.verywellhealth.com/glycolic-acid-15774>. Acesso em: dezembro, 2021. 

4. Sociedade Brasileira de Dermatologia – Regional São Paulo. Os ácidos indicados para renovar a pele durante o inverno. Disponível em: <https://www.sbd-sp.org.br/geral/os-acidos-indicados-para-renovar-a-pele-durante-o-inverno/>. Acesso em: dezembro, 2021. 

5. Medeiro LS et al. Ácidos utilizados nos Cuidados da Pele. Universidade Federal Fluminense. Disponível em: <https://prouc.uff.br/acidos-utilizados-nos-cuidados-da-pele/>. Acesso em: dezembro, 2021. 

6. Sociedade Brasileira de Dermatologia. Melasma. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/melasma/13/>. Acesso em: dezembro, 2021. 

7. Sociedade Brasileira de Dermatologia. Peelings Químicos. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/procedimentos/peelings-quimicos/10/>. Acesso em: dezembro, 2021. 

Imagem com as embalagens de produtos da categoria Hidratação

posts relacionados