Tudo sobre hidratante para pele sensível: o que é, importância e como usar no skincare

01/02/2022 hidratante para pele sensível

A sua pele costuma ficar vermelha com facilidade, você sente coceiras e por vezes tem irritações, alergias, inchaços e descamação no rosto e no corpo? Se você já passou por isso, é muito provável que possa se beneficiar muito do uso de um hidratante para pele sensível.  

Um hidratante calmante para pele sensível é um produto que não contém ingredientes agressivos para o seu rosto e corpo e que ajude a amenizar essas questões, além de trazer uma sensação de alívio. Mas você consegue identificar quais elementos presentes em um dermocosmético são benéficos ou prejudiciais para o seu caso?  

Antes de escolher um hidratante para pele sensível, você precisa entender o que está provocando isso, para então saber como utilizá-lo.  

Quer aprender as principais causas e cuidados que você deve ter e descobrir como avaliar a formulação de um creme calmante para a pele? Confira tudo sobre o tema abaixo!  

8 principais causas da pele do rosto sensível e vermelha 

A pele sensível não é uma doença em si nem um tipo de pele, normalmente ela é um sinal de outro quadro¹. 

Portanto, ela se caracteriza pela perda da integridade da barreira da pele. Ou seja, a sua camada de proteção é rompida, o que permite uma maior reatividade e hipersensibilidade. Isso faz com que microorganismos consigam penetrar mais facilmente nela, desequilibrando o seu bioma². 

Como consequência, surgem os seguintes sintomas²,³,4

  • irritação; 
  • sensação de queimação ou calor local; 
  • repuxamento da pele; 
  • coceira; 
  • manchas avermelhadas e por vezes descamativas; 
  • pinicação; 
  • formação de feridas em casos mais graves; 
  • ardência; 
  • inchaço; 

Algumas pessoas passam anos sem saber que têm essa condição até terem alguma reação a um produto cosmético, como sabão, hidratante ou maquiagem¹. 

Além do rosto, outras áreas comumente afetadas do corpo são axilas, virilhas e genitais, que podem ser mais sensíveis por conta da pele mais fina4

Há diversos quadros dermatológicos que levam uma pessoa a usar um hidratante calmante para pele sensível. Entre os principais estão²,4

  1. pele seca; 
  2. dermatite de contato; 
  3. rosácea; 
  4. dermatite atópica; 
  5. dermatite seborreica; 
  6. urticária; 
  7. fotodermatose. 

Raramente essas situações são sérias, mas elas possuem sintomas que geram incômodos¹. Diante disso é possível adotar soluções como o hidratante para pele sensível, como veremos adiante. 

Mas antes disso, vamos explicar melhor três desses quadros abaixo. 

1 – Pele seca 

A pele se torna seca quando ela perde muita água. Isso pode fazer com que ela¹: 

  • coce; 
  • descame; 
  • seja áspera ao toque; 
  • rache e sangre; 
  • pareça vermelha ou acinzentada. 

Ela pode afetar qualquer parte do corpo, especialmente mãos, pés, braços e canelas. Nesses casos, é crucial contar com uma rotina de skincare que inclua sabonetes e hidratantes para pele sensível e sem fragrância¹. 

2 – Dermatite de contato  

A dermatite de contato é uma condição na qual a pele, ao entrar em contato com substâncias alergênicas ou irritativas, apresenta lesões avermelhadas, descamativas, com bolhas e coceira que se desenvolvem quando a nossa camada protetora é danificada¹. 

Entre seus sintomas estão¹: 

  • vermelhidão; 
  • coceira; 
  • pele seca, rachada e escamosa; 
  • inchaços e bolhas, que podem escorrer fluido e formar crostas. 

Para amenizá-la, além de uma rotina de skincare para pele sensível, é preciso descobrir o que motivou a crise para evitar esse fator no futuro¹, além de consultar um dermatologista para o diagnóstico e tratamento corretos.  

3 – Rosácea 

A rosácea é uma doença da pele que atinge comumente o rosto. Seus primeiros sinais incluem ficar mais facilmente ruborizado¹. 

Essa enfermidade promove extrema sensibilidade e alguns produtos podem gerar ardência e vermelhidão imediatas¹. 

Como aliviar a pele irritada? Conheça outros fatores que provocam essa condição 

Além dos quadros mencionados acima, há diversos fatores e agentes que favorecem a irritação da pele e consequentemente a sua sensibilidade. Entre eles estão²: 

  • mudanças bruscas de temperatura; 
  • exposição solar em excesso; 
  • vento ou ar muito seco; 
  • poluição; 
  • uso exagerado e incorreto de cosméticos; 
  • alterações vasculares por conta de ingestão de bebidas como café e álcool; 
  • mudanças hormonais. 

Além desses motivos, alguns tratamentos dermatológicos e procedimentos estéticos, como o uso de lasers, podem sensibilizar a pele ainda mais. Isso porque eles rompem a barreira de proteção e causam uma inflamação, ao aumentar a temperatura da superfície, mesmo que de maneira controlada².  

Por isso, pessoas com a pele sensível precisam de uma avaliação prévia com um dermatologista antes de realizá-los². 

Ou seja, se você quer saber como acalmar a pele irritada, é fundamental estar atento aos aspectos citados acima, evitar essas situações ao máximo possível e verificar se tem alguma das doenças que geram reações como inflamações e alergias.  

Quais cuidados ter com a pele sensível? 

De acordo com um estudo populacional realizado no Brasil, 22,3% dos homens e 45,7% das mulheres consideram a sua pele sensível5. Esse número por si só já mostra a dimensão desse problema.    

Se você faz parte desse grupo, saiba que o principal cuidado com a pele sensível que alguém deve ter é consultar um dermatologista para compreender exatamente a causa e quais são os prováveis gatilhos que podem a estar piorando (como o uso de produtos cosméticos, de limpeza e tecidos de roupas, por exemplo). 

Além disso, a lista de cuidados com a pele sensível inclui¹,²,³:  

  1. tomar banhos curtos que durem entre cinco e dez minutos com água morna. Isso porque a água quente altera a barreira de proteção da pele causando ressecamento e piora a vermelhidão por conta da vasodilatação dos vasos; 
  2. evitar o uso de adstringentes e esfoliantes agressivos; 
  3. usar sabonetes que sejam suaves e não possuam fragrâncias; 
  4. preferir óleos essenciais no lugar de perfumes; 
  5. priorizar detergentes de lavanderia suaves e sem fragrância; 
  6. tentar escolher materiais de limpeza orgânicos; 
  7. secar-se suavemente após o banho ao invés de esfregar a pele e em seguida aplicar um creme hidratante; 
  8. sempre que for usar um novo item, testar em uma área discreta da pele pelo menos um dia antes de fazer uma aplicação completa; 
  9. usar produtos para pele sensível que sejam hipoalergênicos e sem fragrâncias. 

Essas são excelentes dicas para quem busca como acalmar a pele sensível!  

Outro conselho essencial é apostar em um hidratante para pele sensível. Entenda abaixo o que ele é!  

O que é um hidratante para pele sensível? 

O hidratante para pele sensível é um dermocosmético feito com uma fórmula específica para quem sofre com essa condição. Produtos desse tipo costumam não possuir corantes ou fragrâncias². 

Para a pele seca, é especialmente importante aplicar o hidratante para pele sensível em creme ou pomada de duas a três vezes por dia, pois ele vai ajudar a restaurar a barreira e melhorar a hidratação¹. 

Ele pode ser especialmente útil também para as mãos, que são extremamente vulneráveis ao ar seco do inverno, às lavagens sucessivas, ao álcool em gel. Isso porque o hidratante para pele sensível mantém as partes do corpo macias e suaves¹, além de repor a barreira danificada.  

Se ele for hipoalergênico melhor ainda, já que pode reduzir o ressecamento sem irritar a pele sensível³.  

Um hidratante facial hipoalergênico é um dermocosmético que evita o uso de alérgenos na sua formulação, ou seja, substâncias reconhecidas por causar alergias nas pessoas6.  

Porém, nem todo item que se diz hipoalergênico de fato previne irritações. Por isso, é preciso verificar o rótulo e analisar cada um dos ingredientes para constatar se há elementos alérgenos ali ou não6.  

Algumas informações que você pode avaliar são7

  1. uso de fragrâncias: quando um rótulo diz que um item não tem fragrância, significa que nenhuma foi adicionada. Algumas substâncias desse tipo são sintéticas e mascaram toxinas que podem contribuir para alergias da pele; 
  2. adição de parabenos: são conservantes que dão aos dermocosméticos uma durabilidade maior. Alguns exemplos de parabenos que podem ser encontrados são methylparaben, propylparaben e butylparaben. Atualmente, há estudos que sugerem um potencial risco para a saúde por parte desses componentes; 
  3. não-comedogênico ou livre de óleo: artigos denominados como não-comedogênicos não obstruem os poros e não causam acne. Já os que são livres de óleo dissolvem o excesso desta gordura e não tiram a umidade da pele. 
  4. ativos calmantes e que equilibram o microbioma: é importante a presença de substâncias que acalmem a pele sensível/sensibilizada e também pré ou posbióticos, ativos que contribuem para o equilíbrio do microbioma da pele, melhorando a barreira cutânea.  

Alguns ingredientes funcionam melhor do que outros, dependendo do tipo de sensibilidade, por isso é importante consultar um dermatologista para descobrir qual é o seu caso. 

Como usar um creme calmante para a pele? 

Um creme calmante para a pele deve ser utilizado dentro da rotina de skincare. Ela é constituída de três etapas:   

1 – Limpeza 

A limpeza é o primeiro passo da rotina de skincare de qualquer pessoa, mas quem tem a pele sensível deve tomar alguns cuidados específicos.  

O ideal é que o sabonete ou higienizador que você utiliza para lavar o rosto seja livre de conservantes ou parabenos e tenha uma ação menos agressiva. Outra dica é não usar sabonetes esfoliadores ou com grãos². 

2 – Hidratação 

A hidratação usando um hidratante para pele sensível é essencial para quem sofre com essa condição. 

Isso porque ela vai restaurar a camada protetora da pele¹, evitar futuros ressecamentos e também irritações, afinal, ela é responsável por manter a água retida na pele.  

Há vários tipos de hidratantes para a pele sensível disponíveis, como umectantes, emolientes e até com pósbioticos, que servem para melhorar e diversificar o microbioma cutâneo². 

3 – Proteção solar 

A proteção solar é a última etapa do skincare para pele sensível.  

O protetor solar é fundamental para todo mundo, mas para quem tem pele sensível ele é indispensável, já que o sol pode causar irritações e piora dos quadros, como vimos acima.  

Para isso, é interessante que a sua textura seja leve e não comedogênica (não oleosa e que não obstrua os poros), sem fragrância e o mais suave possível², além de ter um amplo espectro de proteção e FPS no mínimo 308

O que buscar em produtos para pele sensível?  

Uma pessoa com pele sensível pode ter reações locais a químicos, tintas e fragrâncias presentes em produtos que entram em contato com a superfície do corpo³. 

Por isso, é vital priorizar aqueles produtos para pele sensível que foram testados especialmente para quem tem pele sensibilizada ou são intolerantes a determinados elementos. Além disso, evite cosméticos com muitos ativos ou ingredientes no mesmo item². 

Também é imprescindível não usar as opções que contenham conservantes, álcool, essências e fragrâncias². 

No caso de maquiagens, procure por aquelas que não sejam à prova d’água, pois estas são mais difíceis de remover e requerem mais atrito com a pele, além de uma necessidade maior de removedores². 

Entre os ativos que devem ser evitados nos produtos para quem tem pele sensível estão²: 

  • corantes artificiais; 
  • carmim (corante feito de insetos moídos); 
  • ceras de revestimento (podem ser oclusivas e causar acne); 
  • silicone e derivados oleosos; 
  • veículos alcoólicos; 
  • ativos como mentol e cânfora, por serem altamente irritativos; 
  • ácidos ou derivados deles. 

Hidratante para pele sensível: conheça o creme Epidrat Calm 

Depois de todas essas informações e de entender a importância dos cuidados listados, ficou curioso para descobrir um bom hidratante para pele sensível e que possua uma formulação amigável para o seu corpo e rosto? 

Conheça o creme Epidrat Calm da Mantecorp Skincare, uma empresa criada por dermatologistas brasileiros e que atua há 40 anos criando soluções com foco no público brasileiro, nas suas especificidades e necessidades. 

O hidratante facial Epidrat Calm é restaurador e calmante para peles sensíveis, intolerantes e sensibilizadas. 

Ele é formulado com um exclusivo complexo de ativos calmantes (Complexo Sens C), o que promove um conforto imediato para a sensibilidade da pele causada por procedimentos dermatológicos, alterações climáticas, exposição solar ou para a pele irritada depois da depilação ou da remoção da barba. 

Também é ideal para peles intolerantes, pois não possui parabenos nem petrolatos. Além disso, ele é hipoalergênico, não possui fragrância, corantes ou conservantes e não provoca cravos nem espinhas. 

Tudo isso traz como efeito uma melhora dos sinais e sintomas da pele irritada, como vermelhidão, coceira, queimação, pinicação e descamação. Seu uso contínuo também aumenta a resistência da pele sensível. 

Já o Hidratante Epidrat Calm B5 é multi reparador e calmante, sendo especialmente útil para a pele sensível e sensibilizada. 

O seu uso deve ser feito no pós-depilatório, nos lábios ressecados, na pele sensibilizada e pós-procedimentos. 

Ele hidrata, regenera e acalma, além de trazer um conforto imediato e uma sensação refrescante. Além disso, ele melhora a descamação, coceira e vermelhidão da pele. 

Isso é possível graças à sua formulação que inclui D-Pantenol e prebiótico e que não contém parabenos, nem petrolatos. 

Quer conhecer em detalhes esses hidratantes para pele sensível e descobrir como eles podem te ajudar na prática? Confira tudo no nosso site!  

Referências consultadas:  

1. Osborn CO. What Causes Sensitive Skin and Can I Care for It? 8 agosto, 2019. Disponível em: <https://www.healthline.com/health/skin-disorders/sensitive-skin>. Acesso em: dezembro, 2021. 

2. Sociedade Brasileira de Dermatologia – Regional São Paulo. Pele sensível: principais dúvidas e cuidados. Disponível em: <https://www.sbd-sp.org.br/geral/pele-sensivel/>. Acesso em: dezembro, 2021. 

3. Johnson J. Sensitive skin: Home remedies and prevention. MedicalNewsToday. 28 julho, 2021. Disponível em: <https://www.medicalnewstoday.com/articles/sensitive-skin>. Acesso em: dezembro, 2021. 

4. Dyall-Smith D. Sensitive skin. DermNet NZ. Disponível em: <https://dermnetnz.org/topics/sensitive-skin>. Acesso em: dezembro, 2021. 

5. Duarte I et al. Sensitive skin: review of an ascending concept. Anais Brasileiros de Dermatologia. Jul-Ago, 2017; 92(4): 521-5. Disponível em: <https://www.scielo.br/j/abd/a/ThwctjzCjjcN3MBBGmLRdVb/?format=pdf&lang=en>. Acesso em: dezembro, 2021. 

6. Healthline. Hypoallergenic: Is There Really Such a Thing? 26 abril, 2019. Disponível em: <https://www.healthline.com/health/allergies/hypoallergenic?slot_pos=article_1&utm_source=Sailthru%20Email&utm_medium=Email&utm_campaign=allergies&utm_content=2019-05-07&apid=25482733#overview>. Acesso em: outubro, 2021. 

7. Healthline. Choosing a Healthy Facial Moisturizer. 30 julho, 2020. Disponível em: <https://www.healthline.com/health/cosmetic-safety/healthy-facial-moisturizers#FDA-Guidelines-for-Cosmetics>. Acesso em: outubro, 2021. 

8. WebMD. 20 Common Questions About Sensitive Skin. Disponível em: <https://www.webmd.com/beauty/sensitive-skin-20-questions#1>. Acesso em: dezembro, 2021. 

Imagem com as embalagens de produtos da categoria Hidratação

posts relacionados