Quem faz progressiva pode usar shampoo anticaspa? 4 dicas para cuidar do cabelo

15/04/2022 Quem faz progressiva pode usar shampoo anticaspa

Quem busca alisar o cabelo com procedimentos químicos deve estar muito atento à procedência e qualidade dos produtos utilizados. Isso porque um dos efeitos colaterais que podem surgir por conta desse processo é a descamação do couro cabeludo. Diante disso, muita gente se pergunta: quem faz progressiva pode usar shampoo anticaspa?  

Há mais de dez anos, essa técnica de alisamento e redução de volumes dos fios conquistou as brasileiras². No entanto, quem tem progressiva e ainda sofre com caspa precisa adotar alguns cuidados específicos.  

Se por acaso você se encaixa nesses dois quadros, deve ter atenção redobrada na hora de escolher os produtos para os seus fios. 

Descubra se quem faz progressiva pode usar shampoo anticaspa e quais cuidados você deve ter com o seu cabelo! 

Cabelo com caspa após a progressiva é comum? 

Você fez um alisamento nos seus fios e notou uma descamação do couro cabeludo e agora está se perguntando se o cabelo com caspa após a progressiva é comum? 

Saiba que a resposta é sim, é possível que o seu cabelo fique com caspa após a progressiva.  

De acordo com uma pesquisa feita em 2013, na Índia, com 90 mulheres que fizeram alisamento mais de uma vez, 61% relataram ter caspa após o procedimento¹. 

Outros efeitos colaterais relatados foram¹:  

A conclusão do estudo foi de que é necessário disponibilizar relaxantes químicos capilares menos prejudiciais para as pessoas¹. Ou seja, se você se questiona por que a progressiva dá caspa, entenda que isso vai depender da substância utilizada na hora de fazer esse procedimento estético.  

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), o ideal é procurar produtos que sejam autorizados pela Anvisa e que não tragam perigo à saúde². 

O formol, por exemplo, ainda é muito usado em salões de beleza, porém está proibido pela Agência desde 2009. Entre os malefícios à saúde que ele causa estão²: 

  • irritação, coceira, queimadura, inchaço, descamação e vermelhidão do couro cabeludo; 
  • queda dos fios; 
  • ardência e lacrimejamento dos olhos; 
  • alergias; 
  • câncer nas vias aéreas superiores (nariz, faringe, laringe, traqueia e brônquios); 
  • dores de barriga, enjoos etc.; 
  • em casos mais graves, o formol pode provocar até a morte. 

Você pode conferir a lista completa de substâncias permitidas e proibidas pela Anvisa neste guia criado pela SBD.  

Mas se você já tinha caspa, fez o alisamento e quer saber se quem faz progressiva pode usar shampoo anticaspa, leia e descubra abaixo! 

Quem faz progressiva pode usar shampoo anticaspa? 

Se você tem caspa e deseja alisar os cabelos, deve optar por procedimentos seguros e usar produtos registrados na Anvisa². 

Agora, se você já seguiu esse conselho, mas ainda quer saber se quem fez progressiva pode usar shampoo anticaspa, saiba que a resposta é sim! 

Afinal, o tratamento para a caspa é imprescindível para controlar essa situação e ele deve ser feito especialmente usando shampoos apropriados, com ingredientes como³: 

  • ácido salicílico; 
  • derivados de alcatrão; 
  • antifúngicos; 
  • zinco. 

Além disso, outras dicas para cuidar do cabelo com progressiva e caspa são evitar³: 

  1. banhos muito quentes; 
  2. lavagens muito frequentes; 
  3. uso de chapéus ou bonés; 
  4. pomadas e sprays que pioram o quadro. 

Busque sempre o apoio de um dermatologista na hora de escolher um shampoo anticaspa para quem faz progressiva!  

Shampoo anticaspa tira a progressiva e outras químicas? 

O cabelo quimicamente tratado é altamente sensível e propenso à quebra e outras condições como frizz e caspa, especialmente quando ele é alisado e pintado ao mesmo tempo4.  

Por conta disso, quando há a necessidade de uso de dermocosméticos, como o shampoo anticaspa, é difícil evitar o desbotamento do cabelo, devido à combinação de tratamentos médicos e procedimentos químicos4

Além disso, o uso de um shampoo anticaspa pode dificultar o processo de pentear o cabelo alisado, isso porque ele remove a oleosidade da superfície do couro cabeludo4

Nesses casos, depois de aplicar o shampoo anticaspa é interessante usar condicionadores com óleos e silicones, para minimizar a fricção das células das cutículas dos fios quimicamente tratados. Também é fundamental escolher os ingredientes certos para a sua situação4.  

Ou seja, para evitar que o shampoo anticaspa tire a progressiva e outras químicas, é importante conversar com o seu cabeleireiro e com o seu dermatologista para optar pelas substâncias mais seguras para alisar, pintar e lavar o cabelo.  

Qual shampoo anticaspa para cabelos com química pode ser usado? 

Depois de descobrir todos os detalhes envolvendo a caspa e as químicas do seu cabelo, ficou interessado em encontrar um shampoo anticaspa para quem faz progressiva?  

Se sim, conheça o shampoo Pielus, da Mantecorp Skincare, um produto de uso diário para o tratamento da caspa leve e do couro cabeludo sensível.  

A sua formulação contém ácido salicílico, piroctona olamina e zinco PCA, alguns dos melhores ingredientes para combater essa condição, como você viu acima. Além disso, ele possui agentes condicionantes que, quando combinados, reduzem a oleosidade e descamação do couro cabeludo sem ressecar e agredir os fios. 

Entre os seus benefícios estão a redução da queda capilar, o fortalecimento e o aumento da resistência e densidade dos fios, a restauração da vitalidade da fibra capilar e o estímulo ao crescimento saudável do cabelo. 

Quer conhecer em detalhes esse shampoo anticaspa para cabelos com química? Veja no nosso site

Entendeu por que quem faz progressiva pode usar shampoo anticaspa? Continue lendo outros posts sobre a saúde dos cabelos no nosso blog

Referências consultadas:  

1. Shetty VM et al. Chemical Hair Relaxers Have Adverse Effects a Myth or Reality. International Journal of Trichology. Janeiro/Março, 2013; 5(1): 26-28. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3746223/>. Acesso em: fevereiro, 2022. 

2. Sociedade Brasileira de Dermatologia. Escova Progressiva. 20 junho, 2017. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/escova-progressiva/>. Acesso em: fevereiro, 2022. 

3. Magro ACD. Dermatite seborreica. Sociedade Brasileira de Dermatologia – Secção RS. Disponível em: <https://sbdrs.org.br/dermatite-seborreica/>. Acesso em: fevereiro, 2022. 

4. Dias MFRG. Hair Cosmetics: An Overview. International Journal of Trichology. Janeiro/Março, 2015; 7(1): 2-15. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4387693/>. Acesso em: fevereiro, 2022. 

Imagem com as embalagens de produtos da categoria Cabelos

posts relacionados